Pés rachados

Saiba o que causa esse problema na mulher madura e como podemos cuidar melhor dos nossos fiéis e às vezes esquecidos pés.

Foto: Freepik

Semana passada iniciamos uma conversa sobre uma fase que é aguardada por umas e temidas por outras, estamos falando da menopausa. E não tem jeito, ela chega para todas nós, mulheres. Entretanto, nem tudo são flores, essa fase possui alguns pontos que são incômodos, mas que com os cuidados certos e um pouquinho de paciências, podem ser remediados. Uma queixa de um problema frequente que ocorre nesse período é sobre o ressecamento da pele.

Sendo o primeiro sintoma que pode ser notado, o ressecamento da pele, é causado por mudanças estruturais, como a diminuição da produção natural de colágeno e sebo. Esse óleo natural produzido pela nossa cútis age como uma barreira protetora, deixando a nossa pele protegida de ameaças externas, como fungos e bactérias, mas também, é importante para manter a viscosidade e hidratação da mesma. 

Quando essa redução ocorre, algumas áreas sofrem mais na hora de reter hidratação, pois ficam desprotegidas. Como resultado a pele fica mais seca, fina e sensível, entretanto, na pele dos pés pode ter um efeito contrário causado justamente por esse ressecamento, a derme ali pode ficar mais grossa e apresentar rachaduras e feridas. E se engana quem acha que isso é apenas um problema estético, já que as feridas podem gerar dor, e isso faz com que a pessoa altere a maneira como ela pisa, e como resultado disso, pode causar problemas na coluna e bacia. 

As rachaduras também podem servir como porta de entrada para fungos e bactérias, causando doenças como micose e até psoríase. Contudo, outros fatores também podem ocasionar esse problema, como o sobrepeso e o constante de sapatos fechados que não permitem que o pé “respire”. Separamos algumas dicas de como você pode amenizar essa questão, mas gostaríamos de destacar a importância de consultar um profissional da área (pode ser um dermatologista), para que ele identifique a causa e passe o melhor tratamento possível para você.

Hidratação é a palavra de ordem

Lembre-se, ela começa de dentro para fora. Tenha uma dieta equilibrada e beba bastante água. Invista em bons hidratantes e óleos naturais, uma boa dica é dar preferência aos cremes que possuem ureia em sua composição, pois ela hidrata profundamente e restaura a maciez da pele.

Fique atenta na hora do banho

Já falamos por aqui que a água quente não é amiga da sua pele, pois muito bem, evite banhos demorados e prefira a água morna para fria. Para limpar, use sabonetes neutros, de preferência os de glicerina, pois eles limpam sem agredir.

Tudo bem sequinho

Após o banho se certifique que enxugou tudo muito bem. Esse passo é importante para evitar micoses e o excesso de umidade que pode deixar a região que já está sensibilizada mais propensa a fungos e bactérias.

Reveze os modelos de sapato

Evite usar sempre o mesmo tipo de sapato. Alterne e prefira os modelos mais abertos e que permitam uma melhor circulação e ar.

Gostou? Compartilhe com suas amigas e se tiver mais alguma dica bacana, deixe nos comentários!

Fontes: