Pele madura: descobrindo e entendendo como cuidar

Tempo de leitura: 2 minutos

O processo de envelhecimento é algo natural e inerente ao ser humano. Somos seres em constante transformação, e a nossa pele nos acompanha nessa jornada. Entender seu funcionamento e quais cuidados ela demanda em cada etapa de maturação, nos ajuda a passar por isso de maneira mais leve.

O que é a pele madura?

Podemos começar a identificar os sinais da maturação a partir dos 35 anos, sendo a principal característica desse tipo de pele a redução da capacidade de renovação celular, ocasionando a queda da produção natural de colágeno. As mulheres são as que mais sofrem com esta perda, pois naturalmente já possuem em seu corpo uma quantidade reduzida da proteína, que tem influência direta com a elasticidade e flexibilidade da cútis, podendo torná-la mais fina e em alguns casos mais áspera, com propensão ao aparecimento de rugas e linhas finas, deixando a expressão mais assinalada.

Segundo o presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), Sérgio Palma, além dos fatores naturais, alguns fatores externos também podem influenciar no envelhecimento, seja ele natural ou precoce, da pele, prejudicando a renovação celular, são eles: estresse, irregularidade do sono, exposição prolongada ao sol, poluição urbana, tabagismo, má alimentação, déficit na ingestão de água e consumo exacerbado de bebidas alcoólicas.

Arte: Gabriella Tomaz

Cuidados:

Com o passar do tempo, a pele demanda de necessidades e cuidados mais específicos, entretanto, algumas orientações são válidas e necessárias independente da faixa etária, mas são essenciais na rotina de cuidados da pele madura, como:

  • Use diariamente filtro solar, independente do clima, dê preferência a produtos que são anti UVA e UVB e que possuem um FPS mínimo de 30, reaplicado a cada três horas para evitar que a radiação fragilize a pele e a torne mais propícia para o aparecimento de sinais da idade;
  • Não tomar banhos ou lavar o rosto usando água com uma temperatura muito elevada, pois gera ressecamento e danifica a barreira protetora da pele;
  • A maturação da pele acaba ocasionando na perda gradativa de hidratação, por esse motivo é essencial fazer a hidratação da face e do dorso diariamente, utilizando produtos específicos para cada área a fim de nutrir as células e amenizar a deterioração, que pode causar flacidez;
  • Limpe a pele sempre, pois ao longo do dia ela acumula resíduos e impurezas, que quando não são removidos de maneira correta, deixam a pele fragilizada;
  • O uso de antioxidantes é suma importância para evitar a ação dos radicais livres que oxidam e danificam as células tornando o cenário propício para o aparecimento de linhas finas e rugas;

Beba água! Uma boa hidratação começa de dentro para fora, os especialistas recomendam no mínimo 2 litros de água por dia. Além desses cuidados uma alimentação mais equilibrada pode te ajudar a repor o colágeno, alimentos de origem animal são ricos dessa substância, carnes (principalmente a vermelha), frango, peixes e ovos são alguns desses exemplos.

Para cuidados e soluções mais específicas é indicado procurar um profissional da área dermatológica.

Fontes: