Pele seca, oleosa, mista ou normal? Descubra o seu tipo de pele!

Saber o seu tipo de pele é muito importante. Existem peles oleosas, secas, mistas e as normais. Cada uma possui as suas características específicas e precisam ser tratadas de formas diferentes. Por exemplo, a pele seca necessita mais de hidratação do que uma pele mista ou oleosa. Se você usar uma rotina de cuidados para pele oleosa em uma pele seca, os efeitos vão ser contrários.

Através deste post, você vai identificar qual o seu tipo de pele e descobrir o porquê talvez aquele produtinho que todo mundo ama não dar certo com você. E não se esqueça, qualquer dúvida mais séria, consulte-se com o seu dermatologista de confiança.

tipos de pele
Mulher vetor criado por freepik – br.freepik.com

Por que é importante saber o seu tipo de pele?

Como foi dito acima, é importante para você ter o tratamento adequado de tal forma que você obtenha bons resultados. Além disso, não adianta nada cuidar da pele da forma errada, na verdade, só vai prejudicar a epiderme. Não apenas isso, pode causar também o desequilíbrio do pH da pele. Todo cuidado é pouco!

Quais são os tipos de pele e as características?

tipo de pele

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SDB), são quatro tipos de pele:

1. Pele normal

Primeiramente, a pele normal possui uma textura saudável, sem excesso de oleosidade ou secura. Outra característica muito marcante, são os pequenos poros que são pouco visíveis.

Ao cuidar deste tipo de pele, use sabonetes e hidratantes sem óleo. Sobretudo, não se esqueça do filtro solar diariamente.

2. Pele seca

Esse tipo de pele perde água facilmente em excesso. Em seguida, as características mais visíveis são os poros pouco visíveis, pouca luminosidade, tende a descamar e apresentar vermelhidão. É provável também o aparecimento de linhas e fissuras, coceiras e irritabilidade neste tipo de pele. Uma das principais causas para esse tipo de pele é a genética e os hormônios.

Para quem tem esse tipo de pele, primeiramente, evite os banhos demorados em água quente. Isso piora ainda mais o ressecamento que a pele possui. Portanto, é de extrema importância se hidratar bem, tanto na ingestão de água, quanto no uso tópico de cremes hidratantes. Água termal e sabonetes de pH baixo vão ajudar a melhorar a aparência.

3. Pele mista

A principal característica que define esse tipo de pele, são os poros dilatados na zona T (testa, nariz e queixo). É possível desenvolver acne nessas regiões. Nas extremidades dos rosto, a pele tende a ser seca.

Por isso, é recomendado o uso de sabonetes que possam controlar a oleosidade e não utilizar hidratantes ou protetores que são gordurosos para não pesar a pele. Invista em produtos com ácido salicílico.

4. Pele oleosa

Essa pele é a que mais possui reclamações. A pele oleosa tem um aumento na produção de sebo, por isso o aspecto brilhoso e gorduroso. O excesso de sol, estresse e má alimentação podem ser as principais causas para esse tipo de pele. A genética também é um fator. De fato, a pele oleosa possui poros grandes e abertos que propiciam o surgimento de acne, cravos e espinhas.

Para que o seu rosto não fique oleoso 24h por dia, é importante lavá-lo pela manhã e pela noite. Usar tônico adstringente e não esquecer do protetor solar.

Por fim, você conseguiu descobrir qual o seu tipo de pele? Se estiver com muitas dúvidas ou sente que sua pele não se encaixa em nenhuma dessas opções, se consulte com o seu dermatologista de confiança. Ele vai conseguir te guiar da melhor maneira bem como passar o melhor tratamento específico para sua pele.

Fontes: