Como tratar e evitar o envelhecimento precoce?

O fato é que tempo passa para todos, e a pele, como os demais órgãos do corpo, sofre alterações e envelhece. A perda de elasticidade, do brilho natural, rugas e flacidez são sinais mais característicos. Mas não é só o tempo que interfere na saúde e na beleza, por isso, explicaremos como os hábitos também prejudicam muito a pele.

Estresse excessivo, fumar e excesso de bebidas e, principalmente, abuso do sol influenciam e aceleram oenvelhecimento da pele, tornando o aspecto alterado, acarretando em surgimento de manchas, toque de aspereza e mais rugas do que o normal.

Apesar de não podermos fazer o tempo parar, alguns cuidados deixam a pele com a aparência mais jovem e preservam a saúde. Entenda mais e saiba o que fazer parar adiar esse problema.

A pele possui três camadas:

– A camada mais externa conhecida como epiderme;

– A derme, responsável por sustentar a epiderme, é composta de colágeno, queratina e outras fibras;

– E a hipoderme,um tecido adiposo e funciona como reservatório de energia, ajuda a fixar os demais órgãos, além de impedir a perda de calor do corpo.

O que acontece nas camadas?

Com o passar do tempo, as células da epidermecomeçam a descamar e, como os hormônios perdem a força e vão deixando de ser fabricados, a pele começa a aparentar mais ressecamento. A derme começa a apresentar diminuição da quantidade e da qualidade do gel coloidal, ou seja, retém menos água e produzir menos fibras de colágeno e elastina, que sustentam e dão a aparência jovem à pele.

A hipoderme tende a diminuir, ficando mais fina e vulnerável. Com isso, a manutenção da firmeza e da elasticidade da pele fica fragilizada. Os vasos sanguíneos perdem a capacidade de eliminar toxinas do organismo e também de nutrir e oxigenar as células da epiderme. Com isso, a renovação celular, que é tão simples nas pessoas mais jovens, fica seriamente prejudicada.

Durante a adolescência, os primeiros sinais de envelhecimento da pele manifestam-se pelo surgimento da acne. Depois dos 20 anos, aparecem marcas de expressão bem finas, principalmente ao redor dos olhos e da boca.

Ao alcançar os 30, surgem as primeiras rugas, uma vez que as fibras de elastina sofrem alterações e, com isso, acontece a diminuição da densidade cutânea, com a perda de firmeza e elasticidade, afetando todo o contorno do rosto. A renovação celular e a hidratação natural da pele começam a diminuir também, mas de forma lenta.

Entre os 40 e 50 anos, as fibras de colágeno e elastina não são produzidas como antes e as fibras se desorganizam, deixando a renovação celular irregular e fazendo com que a pele perca cada vez mais hidratação. Outro fator é a queda natural na produção de hormônios, trazendo ainda mais prejuízo, como a perda de densidade, firmeza e elasticidade.

Após os 60 anos, as rugas já aparecem claramente, a perda da elasticidade e da firmeza é notada de forma óbvia e a pele se torna muito mais fina e desidratada. A contínua diminuição das taxas hormonais impossibilita a recuperação natural da pele. Nesse período, é necessário tratar com os produtos apropriados para que não haja descamação e desidratação intensa.

Alta exposição ao sol

O envelhecimento da pele causado pela exposição incorreta à luz solar é chamado de fotoenvelhecimento. A partir dos 30 anos, as células que colorem a superfície da pele, conhecidas como melanócitos, diminuem pouco a pouco em cada ano. Com isso, essas células ficam mais coradas (formando aquelas pintas escuras). Os raios solares nocivos aumentam o número dessas células de maneira errada, causando as manchas senis, outro sinal do envelhecimento cutâneo.

A pele que sofre muita exposição inadequada ao sol apresenta, com o tempo, perda da elasticidade, rugas, manchas e alterações da superfície, se tornando áspera, além de descamar com mais frequência. Já a pele envelhecida em decorrência apenas do tempo tem uma aparência mais fina e com pouca elasticidade, mas sem manchas.

Como frear o tempo

Os fumantes têm rugas profundas ao redor dos olhos, da boca e nas bochechas. Na pele de um fumante, a fase de pequenas rugas quase nunca existe, os primeiros sinais já são vincos grossos. Já o excesso de álcool faz com que o organismo libere mais radicais livres, que são oxidantes e aceleram o envelhecimento.

Além disso, tomar sol em horário inadequado no horário entre 10h e 16h sem protetor solar também causa sérios danos. O sol tem efeito cumulativo, ou seja, na hora em que você abusa, as consequências são vermelhidão seguida de descamação. Todos esses efeitos ficam mais intensos após os 30 anos, então, não fumar, usar protetor solar desde cedo e adequado à sua pele são hábitos que só deixam sua pele mais jovem e saudável.

A alimentação também é outro fator decisivo na saúde da pele é a alimentação. Recomendamos a ingestão regular de saladas, frutas e alimentos ricos em fibra, além de bastante água e alimentos antioxidantes (cenoura, chá verde, frutas cítricas, linhaça, suco de uva integral são alguns exemplos), que combatem os chamados radicais livres, que são produzidos naturalmente pela respiração e afetam negativamente o organismo, levando ao envelhecimento precoce.

Quando a questão é alimentação, o principal inimigo da pele é o açúcar, que desencadeiam o processo de glicação, quando as moléculas de glicose se unem às proteínas de elastina e colágeno – substâncias responsáveis pela firmeza da pele – fazendo com que as proteínas se quebrem, aumentando o processo de envelhecimento da pele, além de contribuir com a flacidez.

Para tratar o efeito do tempo

Revenir Anti-Âge Instantanée é um poderoso tratamento anti rugas, que possui nano componentes de alta tecnologia que reduzem instantaneamente rugas e marcas de expressão. Com efeito hidratante simultâneo, o Anti-Áge Instantanée é, também, tratamento de longo prazo, garantindo não só a redução das rugas hoje, mas a saúde e suavidade da pele amanhã.